março 2021 - EVEHX
  41. 3133-3000    
  evehx@evehx.com
 
     

Arquivo(s) do mês de março, 2021

Escoras metálicas: entenda por que elas são superiores à madeira

Nas décadas passadas, a madeira tinha papel de destaque na construção civil. Não por acaso, ao lado dos pedreiros e serventes estava a figura do carpinteiro. Com o passar do tempo, a madeira foi sendo substituída por outros materiais. Um exemplo disso é o uso de escoras metálicas nas obras.

O objetivo deste artigo é comentar os efeitos práticos dessa mudança e mostrar as vantagens das escoras de metal no dia a dia da construção civil. 

1. Maior segurança para os profissionais


Um ponto que precisa da atenção de quem está à frente de uma obra é a segurança dos funcionários. O setor da construção civil é, infelizmente, um dos campeões no ranking de acidentes de trabalho, de acordo com a Secretaria de Previdência e Trabalho.

Com uma estrutura mais resistente, o escoramento metálico garante maior nível de segurança na obra. Como são modulares e utilizados em menor número deixam o canteiro de obras mais limpo reduzindo o risco de acidentes. Ainda seguem normas técnicas específicas (NR-18 e da NBR-15.696) e atendem medidas preventivas de acidentes.

2. Respeita a legislação ambiental


Como se sabe, o que confere à madeira a capacidade de resistência é a espécie da árvore da qual ela foi retirada. Árvores que demoram mais tempo para crescer, como a Canela e a Araucária, fornecem madeiras mais fortes. 

Esse não é o caso das árvores de reflorestamento, como Pinus e Eucalipto. Entretanto, as árvores mais resistentes são protegidas por lei, devido ao risco de extinção.

Sendo assim, um crime ambiental pode custar caro à empreiteira. Não há motivos para a sua empresa contribuir com a extinção de árvores nativas, uma vez que as escoras metálicas são altamente resistentes — e o melhor de tudo: elas podem ser reutilizadas diversas vezes e recicladas após o fim de sua vida útil em obra. 

3. Traz economia à obra


De uma certa maneira, os tópicos anteriores também falam de dinheiro, pois multas e processos podem custar caro a qualquer negócio — principalmente, quando são causados por negligência.

Ainda assim, usar escoras de madeira na obra onera o negócio de outras formas. Em primeiro lugar, esse material pede a presença de um carpinteiro. As escoras metálicas diminuem a necessidade da quantidade de mão de obra especializada.

Em seguida, temos o fato que as escoras de madeira têm um tempo de vida muito menor do que as metálicas. A força de uma estrutura, como uma laje, pode danificar a madeira, impedindo que ela seja reutilizada em outro projeto.

Existem ainda outras vantagens, como o baixo custo com armazenamento, pois esses materiais são fáceis de serem guardados. Somando os custos diretos e indiretos, fica evidente as vantagens financeiras de usar escoras metálicas.

Na indústria, é importante saber a diferença entre gasto e investimento. Um investimento se paga com o tempo, traz retorno à empresa e esse é o caso das escoras de metal.

Protensão é para obras de todos os portes

Desde construções uni familiares até grandes obras, o concreto protendido proporciona mais segurança, produtividade e aumenta a liberdade arquitetônica. A utilização desse sistema permite a inovação nos projetos, vencendo grandes vãos e garantindo maior confiabilidade estrutural.

Com a popularização da protensão, sua utilização se tornou cada vez mais comum em projetos de diversos perfis, desde a construção de pisos para galpões, passando pelas pontes e viadutos, até o uso em edifícios residenciais e comerciais, não deixando de lado as casas com arquitetura diferenciada.

O alcance de estruturas mais leves, mais versáteis, com maiores vãos nos ambientes e  concretagem mais rápida geram economia de tempo e eficiência na produção. Esses fatores fazem com que o sistema de concreto protendido ganhe mais espaço no mercado da construção civil.

É possível afirmar que o concreto protendido é uma tecnologia inteligente, estável e segura, que pode atender esforços estruturais com uma boa relação custo-benefício. A técnica, que teve sua origem na Europa e Estados Unidos, foi trazida ao Brasil por volta de 1949 com a construção da ponte do Galeão. Desde então, com os avanços e investimentos em pesquisas, a protensão veio ganhando espaço, principalmente na última década.

Vantagens que se adaptam a qualquer obra

Confira alguns benefícios de utilização do concreto protendido e entenda como esse sistema pode ser vantajoso para projetos de diversos portes:

– Baixa necessidade de manutenção ao longo da vida útil;

– Adaptação a projetos arquitetônicos mais ousados, com peças estruturais mais esbeltas e grandes vãos;

– Garantia de controle e redução de deformações e fissuração;

– Possibilidade de aplicação em elementos pré-moldados;  

– Garantia de mais durabilidade da estrutura, pois atua diretamente combatendo os esforços de tração, que são os principais responsáveis pela fissuração;

– Possibilidade de redução na quantidade de aço e concreto, pois utiliza materiais de alta resistência com maior eficiência;

Além dos pontos destacados, lembramos ainda da questão da segurança, conferindo características que atendem às recomendações normativas e garantem maior confiabilidade estrutural.

O concreto protendido pode ser considerado um grande aliado da engenharia.